19 abril 2007

A Fábula Rosa

No Reino das Pedras Sobrepostas
Havia uma serva de nome Lasca
Que suplicava aos deuses diariamente
A supressão de suas lástimas
Porquanto lá, chorava o fiapo das madeiras envernizadas
Na ilha rochosa a luzir distante
E o pavor de toda a gente
A prendia na parede ensimesmada
Desejaria, pois, ter com quem fora arrebatada
A estonteante princesa Livínia
Que muito do mundo sabia
E de seus lábios, um sorriso apraz resplandecia
No instante de recitar uma mágica poesia
Ao vê-la e ouví-la ficara entorpecida
Por uma sensação cósmica que banhar-se desejaria
Mas ao notar o sucedido
Viera a ira de Androequideofídeo
Um ser perverso, das trevas surgido
Perneta de cobra cornocópia
A suspender rastejante seu tronco de cavalo
E ostentar sisudo semblante andrógino
Faria de tudo para impedir a divina concórdia
Carregaria exércitos de mosquitos
A zunir em seus ouvidos
Lançaria raios de destruição
E boatos de maldição
Tendo ouvido as preces da escrava
Sensibilizara-se a Fada das Graças
Que imediatamente lancou-lhe um desafio
Para derrotar Androequideofídio
A serva teria de cumprir certo labor
Para assim realizar seu grande amor
Tal como descrito, o desafio fora cumprido
A escrava alcançou estrela por estrela
Para de lá, soprar aos homens do Reino seu brilho
E a cada sobro, um ponto luminoso era visto
E a cada sopro, um suspiro de alívio
Um desespero lapidado
Houve, então, um momento em que o Reino
Tornara-se um todo cintilante
De um luzir não mais distante
A translucidar o júbilo dos amantes
Androequideofídio não suportaria este brilho
Trancafiado nas trevas até o fim dos seus dias
Agora seria a lua que livremente sorriria.

* Dedico esta breve estória à Lua que presenciou um dos momentos mais intensos e felizes de minha vida. E almejo alcançar as estrelas para sempre tê-la. ;-)

3 comentários:

Danielle Ribeiro disse...

e naquele momento a Lua sorria cheia de vida com nossas energias ... beijos linda

Fabrício Brandão disse...

Danielle,

Como aprecio visitar estas linhas que emanam poesia e mistério. Junções típicas de uma vida que se espanta em desvelar o novo ou talvez o óbvio! Força das palavras.


Passo aqui também para lhe avisar que nossa revista eletrônica cultural agora se chama DIVERSOS AFINS.

www.diversos-afins.blogspot.com

NOSSO E-MAIL: diversosafins@gmail.com

Abraços e seja bem-vinda!

Honey disse...

o que eu posso dizer? rsrss
que lindo texto!!!