17 fevereiro 2009

Não é mera coincidência!

Estava tranqüilamente navegando por esta teia de bits, a assistir vídeos que me envolvessem em atenção e deleite, quando me deparei com este que merece registro. Trata-se de um trecho de uma peça interpretada pelo Balé da Cidade de São Paulo, na verdade, por apenas dois de seus integrantes e, ao final dessa edição, algo me chamou atenção pela similitude com outra obra, das artes plásticas, já bastante afamada. A cena é esta em que o casal se beija através de um pano, uma sutil e astuta observação sobre inaptidão humana em amar.



Obra: Adeus Deus
Coreografia: Sandro Borelli

Abaixo, a obra que a cena me remeteu:



(Os Amantes - René Magritte/1928)


Por sinal, as duas são obras formidáveis e dignas de admiração!

Nenhum comentário: