04 janeiro 2006

O Sonho da Mulher Barbada

aurora rosa esverdeada
ilumina o picadeiro
no teto arredondado
vermelhos
e
amarelos
concretizados
com
seus pêlos de aço
fere o palhaço
do salto da trapezista
faz a isca
que fisga
sua volúpia de domar
como dona
a redoma
do leão
com o vento
faz coelho
sair do chão
de púrpura
vira Ursa
constelação
guarda-chuva
furado
da platéia
que ovaciona
o contorcionismo
dos cabelos
que duelam
com o jurado.

8 comentários:

mia disse...

Como equilibrista digo: o guarda-chuva não é furado... é brilho e nosso contra peso. Já vivemos ferindo os pés sobre o arame ou corda bamba com o sorriso nos lábios, os dedos firmes e a bunda arrebitada.
Os aplausos apenas ratificam a alegria de superar nossos próprios limites.
No picadeiro, somos únicos - lá é o nosso espaço; e a mulher barbada transforma-se na mais bonitas de todas as damas.

B-jos!

PS: Bem vinda de volta à poesia direta... Ainda terei que fazer muito exercício para sentir a poesia *exata*

Valéria disse...

fico aqui pensando...todo mundo tem sua barbinha né...eu queria um depilador que me depilasse e deixasse só os pelos...dizem que são eles que ficam mesmo...
um beijo

Dona Estultícia disse...

Barbada-alice.
OBS: Nem todos vêem rabos onde não tem. E onde têm, nem todas o dão.
Bjos.

mia disse...

Ela é tudo e pode tudo enquanto sonha... Mais feliz no sonho ou na realidade? Mais ilusão no repouso ou na vigília??

b-sos dulces....

Dora W disse...

onde eu compro ingresso pra ver a mulher barbada?

ariadne disse...

adorei, ela deve estar no mesmo circo que a minha trapezista com medo de altura.

:-)

Florípedes disse...

Vontade de ir ao circo e comer algodão doce branco - sim, branco, porque tem tio que vende algodão doce amarelo, azul, cor-de-rosa, e não vale, é fajuto, só o branco é algodão doce de verdade.
Eu sempre achei horrorosos aqueles cachorros depilados parte sim parte não e tingidos... pudow? púdou? pudol?
Não sei escrever isso! Drogaaaaaaaaaaaa
=///
Melhor voltar para a senzala, que pelo menos eu sei soletrar.

GOrete disse...

Preciso dizer que não tem mais animais no circo... a lei não permite (enfim alguma lei quie preste)... nem os Poodles (sim, escreve assim..rs) meio raspados, meio peludos e totalmente tingidos.. tais quais o algodão doce que é fajuto... Também quero comer algodão doce branquinho e fofinho pq os outros além de tingidos são compactos... não são realmente os melhores... mas esses a gente só encontra em buffets infantis... ou barraquinhas de aniversarios... festas juninas... e acho que vi uma vez em um shopping.. so sad... qual a graça que tem o circo agora??? nenhuma... perdeu a magia.. até o palhaço já não tem mais graça...

Essa tal de mulher barbada então... não sei não... alguem já procurou num centro de depilação??? pelos acho que ultimamente caíram em desuso, afinal o que mais justificaria o BOOM de centros de estética e depilação na cidade???


Sei lá... tem que falar sério aqui?? acho que nõ vai dar não...
bjo-bjo